Produtor da CNN, canal crítico que diz que animes promove a pedofilia, é preso por... abusar de menores.

Segundo acusações, ele aliciava menores e pais para treiná-los e serem sexualmente submissos
Publicado por MarK, em .

John Griffin, produtor da CNN, foi preso pelo FBI no último dia 10 de dezembro, após o júri federal o acusar de aliciar menores e se envolver em "atividade sexual ilegal" em sua residência na cidade de Vermont. Griffin foi acusado em três ocasiões de usar um comércio interestadual para atrair menores e pessoas que afirmam ser os pais para treiná-los e serem sexualmente submissos.

A CNN emitiu um comunicado que diz: As acusações contra o Sr. Griffin são profundamente perturbadoras. Soubemos da sua prisão ontem à tarde e foi suspenso enquanto aguarda a investigação.

No perfil de Griffin no LinkedIn, pode-se ver que ele trabalhou "lado a lado" com o ex-apresentador da CNN Chris Cuomo, que foi demitido no inicio do mês depois de ser investigado pelo procurador-geral de Nova York que alega que ele ajudou o seu irmão, o ex-governador de Nova York, a defender-se de alegações de má conduta sexual.

O caso além de sério, é curioso, pois em 2014 a CNN publicou um artigo intitulado "Mangá sexualmente explícito no Japão escapa das novas leis sobre pornografia infantil", onde criticava duramente a indústria de mangás do Japão por promover a pedofilia. No artigo pode ser lido: "Nas páginas das revistas, elas aparecem com os olhos arregalados, de estatura infantil, mas envolvidas em atividades sexuais muito explícitas. Podem ser desenhos, mas os críticos dizem que as imagens encontradas nas páginas de alguns mangás eróticos no Japão são tão perturbadoras que deveriam ser banidas".

Claro que no Japão a notícia da prisão de Griffin se tornou viral rapidamente e expõe a hipocrisia da grande mídia.

Fonte: OtakuPT
MarK
MarK #mark

Gamer, meio otaku, gosto de escrever e pesquisar coisas interessantes.

Criei o site por além de gostar de temas mais adultos, sei que podem ser tratados com qualidade!

Administrador, Brasil / Terra
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
true